6 passos para criar uma identidade visual de sucesso

A identidade visual é o meio pelo qual uma marca expressa a sua personalidade, valores, posicionamento. Tal como as pessoas se exprimem pela roupa que vestem, acessórios que usam e cores que preferem, também as marcas mostram “quem são” através de elementos visuais que criamos intencionalmente para tornar explícita a sua filosofia. Vamos ver, de forma simples e concisa, quais são os 6 passos mais importantes para definir uma identidade visual de sucesso em 2022.

Branding e design são alguns dos nossos mais importantes aliados neste processo de criação da identidade de uma marca.

Vamos a um passo-a-passo que te ajudará a comunicar com sucesso o teu negócio! Através da criação de um logotipo e linguagem de marca bem definida vais conseguir comunicar de forma eficaz com os teus potenciais clientes!

1. Definir público-alvo

Primeiro, deves saber quem são as pessoas que pretendes que comprem os teus produtos ou serviços. Por outras palavras, deves saber que idade têm, onde vivem, o que gostam, com que se identificam, padrões profissionais, interesses, dificuldades, etc. Quanto mais soubermos sobre os nossos potenciais clientes mais sucesso teremos numa comunicação de sucesso entre eles e a nossa marca.

2. Personalidade da marca

Neste passo podes criar uma tabela em que colocas uma série de adjectivos antagónicos e selecionas aqueles que consideras que melhor encaixam no negócio. Vais definir se queres que a marca seja vista como cara ou barata; ecológica ou indiferente para o meio ambiente; divertida ou séria; gourmet ou popular; colorida ou neutra; elegante ou descontraída; tradicional ou moderna; orgânica ou tecnológica; etc. No final, esta tabela irá apontar com grande rigor qual é a personalidade da tua marca.

3. Paleta de cores

À medida que vamos avançando nos passos, a seleção dos elementos começa a ser cada vez mais intuitiva. Certamente, a escolha das cores fica mais simples quando já sabes qual é o target e a personalidade da marca. As cores transmitem sensações e significados implícitos que deves ter em atenção e garantir que encaixam na identidade que estás a criar. Existem algumas ferramentas online que sugerem diferentes paletas de cores e onde te podes inspirar!

Moodboard para selecção de paleta de cores da marca Natural Corpus
4. Fontes

Tal como as cores, também os tipos de letra transmitem sensações específicas. Devem reforçar a identidade e personalidade que a marca quer projectar. Devem ser escolhidas com rigor e atenção.
As letras com serifas têm muita personalidade e são muito elegantes. As fontes sem serifas rounded são muito suaves e amáveis e encaixam muito bem em marcas descontraídas ou que remetem para o mundo infantil e juvenil. As sem serifas condensed são mais masculinas e vintage. Por sua vez, as sem serifas monoespaçadas, pela sua simetria, encaixam bem em marcas tecnológicas. Existem ainda as fontes script ou manuais, que transmitem a ideia de luxo e qualidade. São ideais para projectos ligados à História, tradição ou artesanato.

5. Logotipo

Nesta fase, já estaremos preparados para começar a desenhar o logotipo. Depois de combinadas todas as informações que foste reunindo até aqui, já conseguirás criar a imagem que será um dos elementos centrais do branding e da identidade do projecto. Depois de definido o logotipo deves avançar também com o símbolo e as variações. Este é o momento ideal para preparares todas essas versões.

6. Elementos de apoio

No final, deves selecionar vários elementos de apoio à identidade como fotografias, padrões, texturas e/ou ilustrações. Lembra-te que essas imagens devem combinar com o negócio e que serão importantes para utilizares em diferentes suportes de comunicação como estacionário em papel, publicidade, comunicação digital. A seleção destes elementos e a sua utilização em redundância irá assegurar uma afirmação e vinco da personalidade e garantir que a marca se torna facilmente identificável em qualquer meio onde apareça.

Identidade visual da Natural Corpus

Depois de tudo, já deste início ao projecto de branding da tua marca! Estabeleceste uma paleta de cores, família de fontes, logotipo e elementos visuais de apoio. A partir de agora, poderás comunicar o teu negócio de forma concisa, clara, em uníssono, com coerência e bom gosto. Deste os primeiros passos no design de identidade visual!
Parabéns!